July 9, 2020
 
 
 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

CRI Index

CRI Report CoverHoje, em uma mesa-redonda em Nova York, juntamente com a ONU HLPF, o DFI e a Oxfam lançam o índice de compromisso para com a redução da desigualdade (CRI). Este índice global novo, classifica 152 governos nas suas políticas em três áreas críticas para reduzir a diferença entre ricos e pobres: gastos sociais, tributação progressiva e direitos trabalhistas. O relatório revela que nenhum governo no mundo está fazendo o suficiente para reduzir a desigualdade, e que 112 dos 152 estão fazendo menos da metade do que poderiam. A Suécia é o topo do índice e a Nigéria é o último. Muitos países de baixa e média rendas, como a Namíbia e a Libéria, estão desempenhando bem de maneira geral e também em áreas políticas específicas.

Essas conclusões baseiam-se nos últimos dados disponíveis de governos e das instituições globais, compilados por DFI em um banco de dados abrangente e validados por muitos escritórios de países da Oxfam. O DFI e a Oxfam oferecem uma perspetiva única para compreender a extensão de como os governos estão lutando contra a  desigualdade. Os resultados completos e a análise podem ser encontrados no relatório e no documento metodológico.

O comunicado de imprensa está disponível aqui.

O relatório pede por uma ação de políticas com maior coordenação por parte dos países para reduzir a desigualdade nas três áreas políticas e para uma intensificação significativa no investimento tanto a nível global como a nível nacional com o objectivo de melhorar os dados sobre a desigualdade, assim como as políticas para reduzi-la. O índice será atualizado anualmente, tornando-se um sistema de alerta que acompanha o progresso nas ações políticas ao combate à desigualdade mundial.  

 


Últimos trabalhos da DFI que foram feitos nessa área:

17 de Outubro - lançamento do CRI na mesa redonda da OIT em Genebra

ILO logoDFI e Oxfam lançaram o compromisso de reduzir o Índice de desigualdades em uma mesa redonda para as organizações da ONU com sede em Genebra. Realizada na sede da Organização Internacional do Trabalho em Genebra, a reunião apresentou uma breve síntese das principais conclusões. Os 30 participantes concentraram suas discussões principalmente em questões relacionadas com o impacto positivo das despesas de proteção social na desigualdade e na melhor forma de medir o progresso na melhoria dos direitos trabalhistas, inclusive para as mulheres.

Na mesa-redonda e em reuniões bilaterais separadas com funcionários da OIT, excelentes sugestões foram feitas  para melhorar o Índice e melhorar a cooperação entre a OIT, DFI e Oxfam na coleta e análise de dados em futuras edições do CRI.



10 de Outubro - Lançamento de Washington do compromisso de reduzir o Índice de desigualdades

Oxfam America LogoA Oxfam America organizou uma mesa redonda sobre o CRII em Washington, com foco em descobertas relacionadas aos EUA, bem como conclusões mais amplas para países em desenvolvimento e países desenvolvidos. O DFI apresentou conclusões importantes, especialmente o impacto negativo das políticas fiscais planejadas da Administração Trump, as despesas e as políticas trabalhistas na posição dos EUA no índice. Aproximadamente 30 especialistas em política norte-americana e global participaram e fizeram excelentes sugestões para melhorar a próxima rodada do Índice, bem como para aplicá-lo em um estado por estado nos Estados Unidos e para maximizar o impacto político da Índice em um contexto dos EUA.

 

 

Assine o Boletim Electrónico

French
Portuguese
Spanish
English

Onde trabalhamos

wherwwework_map_small